sábado, 24 de dezembro de 2011

Discurso que eu fiz do descerramento de placa da minha turma de Enfermagem 2011.1 da Universidade Estadual do Maranhão...

Boa noite a todas e a todos!

É um grande prazer está aqui realizando o Discurso do Descerramento da Placa da Formatura em Enfermagem 2011.1

Quero primeiramente agradecer a Deus, pois Nós lhes fomos confiados por ELE para sermos treinados para a vida, e, no final desta tão importante etapa, vemos o valor deste treinamento que nos deram. Agradeço aos nossos pais, vemos como vocês nos amaram através do apoio, do incentivo, das orações, da renúncia e até do sacrifício por nós. Prometemos que no exercício de nossa profissão, iremos, sinceramente, honrar o vosso nome, as vossas lágrimas, as vossas vidas.
O trabalho de lapidação do ser humano é árduo e exige dedicação, abnegação e experiência. Agradeço em nome da turma, a todos os professores que compartilharam conosco seus conhecimentos e nos auxiliaram na busca da realização plena do nosso ideal profissional e humano, A vocês que compartilharam nossos ideais e os alimentaram, incentivando-nos a prosseguir na jornada, fossem quais fossem os obstáculos. A vocês que, vocacionados pelo próprio amor, se fizeram presentes e hoje comungam a vitória almejada, nosso reconhecimento sincero pela compreensão e nossas desculpas pelas horas roubadas de seu convívio. A May Wadigton, Sandra Marina, Welton fernando, Rivaldo lira, Klécia, Halmisson D´arley, José de Ribamar Ross, jesus Mousinho, Ana Carla, Laurindo, Hemerson, Rochelly, Layana Pacheco, Nadja, Adriano, Vanessa Ferri, Lélis, Benigna, Adrião, Conceição, Arlete, Ronaldo, Luciano, Kátia Andréia, Maria Edileusa, Leônidas Moura, Joseneide Camara, Andréia, Renato Douglas, Elmary, Claudene. Obrigada a todos vcs.
Nossa turma passou por muitas coisas durante este tempo. Primeiro Nossa turma tem um diferencial de todas as outras q cursam enfermagem no cesc-uema, a principio passamos no vestibular para tuntum, por isso nossa turma até hoje é chamada de turma de tuntum, e com uma revira-volta viemos para Caxias, e fomos muito bem recebidos por todo o departamento de enfermagem, DO QUAL TEMOS UM AGRADECIMENTO ENORME!
Muitos deixaram maridos, namoradas namorados, pais, mães filhos, algumas destes laços se romperam e outros se tornaram mais fortes ainda! Bem hoje estamos diante do esforço que fizemos para concretizar-mos uma vitória e que tenho certeza que será a primeira de muitas.
Um ideal de vida nos uniu, fez-nos companheiros de uma caminhada. Esse mesmo ideal vai nos separar porque é assim, cada um de nós temos um destino a seguir. A saudade de um tempo que ainda não passou que ainda acontece, me invade. Um dia por certo iremos lembrar o passado e vamos encontrar sem dúvida em nossas lembranças, pois era uma turma formada por pessoas diferentes, era a emoção do novo, do desconhecido sendo descoberto a cada dia! E com o passar destes dias, fomos tendo intimidade com cada um, conhecendo o que tínhamos em comuns ou não um com os outros, e assim formando laços, amizades, que se estenderam no decorrer do curso!
Nossa turma assim como todas as outras tem suas peculiaridades, a princípio foram 30 que passaram no vestibular, mas só fizeram matricula 27, mas no começo das aulas só tinham 26 e onde estava o outro, bem...por ventura nosso colega havia quebrado o pé e apareceu um mês depois, sendo muito bem recebido e carinhosamente apelidado de aleijado.
E quem não conhece o apelido da Sly Wania carinhosamente chamada pelos rapazes que dividiram casa com ela... A mãe q eles escolheram, ou melhor dizer, que a vida escolhe, afinal não escolhemos quem passa por nossas vidas, mas podemos agradecer por quem permanece.
E nada melhor para despertar para essa nova vida que se iniciou, com um grito, quem não lembra dos gritos da professora may no corredor, ô bruno guilherme; que infelizmente foi eleito como o pior contador de piada da sala, era uma competição entre ele e eu para vê quem era pior, graças, você ficou em 1º.
E até o nosso desenhista nato que possui um sorriso inconfundível, não conseguia achar graça nas piadas, mas faz umas caricaturas excelentes da turma, ah! e p lembrar as vezes é poeta, você consegue lembrar disso Gisleno: (mostrei um poema que ele me deu no começo do curso, que dizia: quando eu penso eu existo, quando eu existo eu penso).
Uma caricatura bem definida foi o pé de um dos mesmo, que é o maior detalhe do gustavo, e que acho que é unanimidade no que a turma lembra dle, claro além da inteligência, e ex-dono de um fiat UNO que deixou alguns alunos que estavam na porta da UEMA boquiabertos ao verem sair de dentro 12 pessoas, mas como? Gustavo obrigada pelas caronas oficiais!!!
Falando em lembrar, impossível não comentar na pessoa mais teimosa da turma, que apesar de implicar comigo eu gosto e que vivia colocando o celular para lembrar a professora que o horário já tinha acabado, afinal: São doze horas e quarenta minutos, né hemerson! E o erick já tava com baixa-óleo... ainda bem que tinha a Alessandra pra ajudar a repor a energia dele, com suas inúmeras receitas com ingrediente principal, abobora...
Bem mas nem sempre foi felicidade, tivemos nossos momentos de desentendimentos de mudança, mas com a separação veio a amizade, afinal temos que convir que relacionamento de qualquer forma é muito complicado mas, com paciência tudo se alcança, como disse uma de nossas colegas Elany, foi preciso distanciar-se de alguns para aproximar-se! Afinal há pessoas que convivem muito melhor morando separadas.
Poderia dizer que uma convivência de 4 anos, é como um relacionamento que passa pelo fica, pelo namoro, casamento e separação, e em se falando de casamento, temos duas colegas que vieram casadas Gilcivânia e Laudiana, que tornou um sacrifício para tais, pois como conciliar estudo com um casamento, que está separado por quilômetros? Tipicamente um jogo de loteria só q neste o que envolve é paciência acima de tudo amor muito amor! Afinal Deus coloca provas na vida de todos, e quando superadas, reafirma o que já existia O AMOR acima de tudo!
Teve também aqueles que tiveram que vencer a saudade de seus parentes e até aqueles que deram o braço a torcer e voltaram para seus lares, mas quanto aqueles que ficaram,continuou a grande guerra contra o que sufoca e não se vê, muita saudade.
Há aqueles que apesar de morarem aqui não tiveram menos obstáculos para vencer. Todos tivemos que enfrentar muitas coisas desde problemas financeiros, afinal éramos sustentados por nossos pais que se sacrificaram para que hoje estejamos aqui, tivemos que aprender a lidar com nossas emoções, afinal muitos nunca haviam saído de suas casas para outra cidade desconhecida, não sabiam qual sentimento teriam, tudo foi descoberta.
Bem mas teve aqueles que ajudaram tanto a ela como a todos com suas xerox, Gisa prestava seus serviços para toda a turma, como xerocadora oficial, e fazia sempre um desconto pra todos e o melhor dividia em suaves prestações, o que a quase enrica, afinal gastamos com xerox o dinheiro que daria de comprar um carro, 2 iates e teve; principalmente a ajuda da tão apressada, sempre a que chegava 1º, acho que ataíza nunca se atrasou pra nada e sempre muito bem empolgada pra tudo, até mesmo para os piores trabalhos a serem realizados!
Hum tinha também uma que embelezava todas as meninas, não só da nossa turma como de toda a UEMA, Islana você tem novidades de bijus?! Se quiser alguém p chamar a clientela estou a disposição, afinal falar é comigo mesmo rs rs
Ah! E claro, falando em andar embelezada, não se pode ir a aula de qualquer jeito, como me disse adriana, temos que está pronto quando o trem passar, a pessoa que mais gosta de rosa, definitivamente! E pra completar o quadro de beleza tem Sildália, maquiadora oficial da turma, que fez a alegria de todas que usufluiram de seu dote.
Das aulas ficarão alguns momentos inesquecíveis, diga-se Manuel Vitor, quando a benigna chegava pertinho dele... ô manel...era a alegria da aula! E todos aqueles termos técnicos para aprender, mas tem um que eu sinceramente queria pedir explicação para o Willian, afinal, foi sua criação, o que é dilido, todo dilido?
Não posso deixar de dizer dos que ao decorrer do curso se juntaram a nossa turma e não nos largaram, Vitoria Régia,nome de flor, e com uma opinião imutável, tem ainda Márcio com suas peripécias, e diga-se tem muita historia para contar, mas seus assovios na aula imitando o carteiro do Chávez não esqueceremos e aquela nota de 100 reais falsa, que foi jogada no corredor da UEMA, para enganar o pessoal, foi inesquecível; bem tem Karla, inteligente, dedicada que com sua calma conquistou-nos, ah e claro não podia deixar de dizer: olha o poste rafaelly... A cemar teve muito trabalho com ela gente... e João Paulo como sempre atrasado!  E pra colocar ordem nessa bagunça temos a nossa sargenta minha chapa Iolanda! Sentido!
Bem, foi esse pouquinho de cada um, que nos fez, fez a nossa turma, não só a turma de tuntum, mas a turma, de um pouquinho de cada, de Caxias, de Teresina, Gonçalves Dias, são domingos, de FORtuna, Bacabal, Bom Lugar...
E com esse pouquinho; hoje somos amadurecidos, sabemos lidar com ocasiões diferentes, afinal vivemos muitas emoções, choramos muitas vezes, todos juntos quantas vezes até os meninos não se emocionaram, brigamos entre nós, em fim a briga até nas melhores famílias, mas no final sorriamos nos abraçando,aprendemos que a diferença pode sim ser a melhor coisa que existe, por que um completa o outro. E o mais importante somos hoje profissionais, humanos que vamos levar tudo que aprendemos, pra tentar salvar vidas, CUIDAR DE VIDAS, respeitando e tratando as pessoas não como um objeto de estudo ou de conclusão, mas como pessoas que sentem e que precisam de carinho principalmente no atendimento. Estamos saindo hoje daqui como a diferença e não mais um no mercado, enfermeiros que aprenderam a amar o que fazem e principalmente que FAZEM O QUE AMAM.
Achávamos que o final do curso era um futuro longínquo. Porém esse futuro chegou. Mas em breve tentaremos esconder de todos que sentimos saudades da faculdade. Não somente da sala, mas do corredor, das aulas que cabulamos, dos requerimentos. Sentiremos saudades de qualquer lugar da faculdade onde aprendemos a sermos felizes, a ter amigos e a lutar por alguma coisa. Bem como falei, é um casamento, e uma hipótese que ninguém quer nem deseja que aconteça, chegou, chegou a hora da separação, mas deixaremos lembranças, um pouquinho de cada um, que ficará em nossas mentes e sempre que olharmos para esta placa, que estará na cravada na memória de todos, como parte do nosso crescimento pessoal, do qual jamais esqueceremos!
E como um despertar pra todos, deixo uma passagem de Paulo Coelho, que diz: Se o que você está percorrendo é o caminho dos seus sonhos, comprometa-se com ele. Não deixe a porta de saída aberta, com a desculpa: "ainda não é bem isto que eu queria." Esta frase, tão utilizada, guarda dentro dela a semente da derrota. Assuma o seu caminho. Mesmo que precise dar passos incertos, mesmo que saiba que pode fazer melhor o que está fazendo. Se você aceitar suas possibilidades no presente, com toda certeza vai melhorar no futuro. Mas se negar suas limitações, jamais se verá livre delas. Enfrente seu caminho com coragem, não tenha medo da crítica dos outros e não se deixe paralisar por sua própria crítica. Deus estará com você nas noites insones e enxugará com seu amor as lágrimas ocultas. Deus é o Deus dos valentes.
 
A todos o meu muito obrigada por tudo!

Joseane Guedes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário